>Blefaroplastia: olhar rejuvenescido e descansado

Blefaroplastia: olhar rejuvenescido e descansado

O olhar é uma parte muito importante e de destaque do rosto, pois encontra-se no terço superior da face. Um olhar rejuvenescido e descansado, desejado pela maioria das pessoas, diz muito sobre os cuidados com a vaidade e sobre a autoestima, pois transforma a expressão e melhora o aspecto da pele consistentemente. Entretanto, com o avanço da idade e com alguns sinais de envelhecimento facial como as rugas, pálpebras caídas, bolsas de gordura e flacidez, o olhar pode acabar sendo prejudicado e influenciando negativamente a aparência e a fisionomia do rosto.

É claro que, quem preocupa-se com a vaidade e com a autoestima, busca um olhar rejuvenescido e descansado para garantir o bem-estar e a satisfação pessoal. Por isso, muitas pessoas que desejam recuperar o aspecto bonito e rejuvenescido do olhar buscam tratamentos ou procedimentos que sejam eficazes e que devolvam a vivacidade da região, que é determinante para a beleza de um rosto. Nesse contexto, para realçar o olhar e resgatar a aparência jovial e bem cuidada, a blefaroplastia, mais conhecida como cirurgia das pálpebras, desponta como uma alternativa efetiva e segura.

blefaroplastia trata o excesso de pele e a flacidez das pálpebras, resgatando o aspecto rejuvenescido do olhar. O procedimento atua eliminando a flacidez e os sinais de envelhecimento da região dos olhos através de incisões nas pálpebras inferiores e superiores. Contudo, alguns detalhes são muito importantes para que o procedimento seja realizado com segurança e para que os resultados sejam os melhores possíveis. Para auxiliar pessoas que desejam ter um olhar rejuvenescido e descansado através da blefaroplastia, listamos algumas dicas e orientações sobre o procedimento. Confira!

Olhar rejuvenescido e descansado: conheça a blefaroplastia

Como a blefaroplastia é feita? 

A blefaroplastia remove o excesso de pele das pálpebras e as bolsas salientes através de incisões nas partes olhar caidosuperiores dos olhos. Para tratar a flacidez e os bolsões das pálpebras inferiores, pode ser feita uma incisão por dentro, sem deixar cicatrizes, ou por fora, muito próxima aos cílios. Essas incisões, entretanto, são feitas de maneira muito suave e delicada, e ficam escondidas na dobra da pálpebra, o que evita que as cicatrizes fiquem aparentes. O procedimento pode ser realizado com anestesia local, sedação ou geral.

cirurgia de pálpebras dura, em média, em torno de uma hora. Antes de submeter-se à cirurgia, o paciente deve tirar todas as suas dúvidas na consulta com o cirurgião plástico, e informar ao médico o que lhe incomoda esteticamente, e também se há alguma queixa ocular, como olho seco, lacrimejamento ou presença de alguma doença ocular préexistente. Após uma análise minuciosa das queixas e do exame clínico da região dos olhos, o cirurgião é capaz de indicar a melhor técnica para cada caso.

Em geral, é necessário realizar alguns realizar exames de sangue simples (hemograma, glicemia, provas de coagulação) e um Eletrocardiograma. Também é indicado que o paciente esteja com a saúde em dia, se tiver alguma outra patologia, que esteja controlada, e que evite o tabagismo por pelo menos um mês antes da cirurgia. A orientação do cirurgião plástico e do anestesiologista são essenciais para garantir a segurança e os melhores resultados no procedimento.

Para quem a blefaroplastia é indicada?

A blefaroplastia é indicada para pessoas que estejam insatisfeitas com a aparência das pálpebras, seja pela flacidez, pelo acúmulo de bolsões, por alguma assimetria ou ainda pela queda de uma ou das duas pálpebras, conhecida cientificamente como ptose. A cirurgia das pálpebras é mais procurada por pacientes acima dos 30 anos que desejam recuperar e reerguer o olhar e melhorar a estética da região dos olhos. Em pacientes de mais idade, a pálpebra inferior pode ficar tão flácida a ponto de expor uma parte do branco dos olhos, causando, além do aspecto envelhecido, ressecamentos no globo ocular.

levantar a sobrancelhaEntretanto, é importante ressaltar que cabe ao cirurgião plástico avaliar cada quadro e designar o tipo de procedimento mais adequado para solucionar insatisfações com a aparência. Por isso, caso você esteja buscando alternativas para resgatar o aspecto jovial do seu olhar, ou ainda se possui alguma assimetria ou ptose, consulte um especialista em cirurgia plástica dos olhos e busque a melhor alternativa para o seu caso.

Para realizar a blefaroplastia, não é necessária internação hospitalar, mas sim a permanência no hospital por um período de 6 a 8 horas, para acompanhar e dar total segurança antes, durante e após o procedimento. Se houver dor, o que é incomum, o médico pode receitar antibióticos e analgésicos adequados. Pode-se aplicar compressas frias nas primeiras 48 horas, e é necessário o uso de colírios e pomadas lubrificantes na região.

período pós-operatório de uma blefaroplastia é relativamente tranquilo e indolor. As cicatrizes deixadas pelas incisões feitas nas pálpebras são discretas e praticamente invisíveis. O inchaço e os roxos podem durar de 7 a 14 dias. O retorno ao trabalho pode ser feito neste período, se o trabalho não exigir esforços físicos. O paciente pode voltar a atividades como ler e dirigir em 1 a 3 dias após o procedimento.

Se você fuma, é importante que evite o tabagismo pelos próximos dois meses, pois o cigarro retarda a cicatrização e prejudica a circulação do sangue, o que pode atrapalhar os resultados da cirurgia. O contato com o sol também deve ser controlado durante o período de cicatrização das incisões, o que leva aproximadamente de 30 a 90 dias. Nesse período, a utilização de óculos escuros é recomendada, pois evita que o contato direto com o sol cause manchas ou dificulte a cicatrização.

2017-11-21T15:15:32+00:00

About the Author:

Dra. Lilian de Luca MacielEspecialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia
CRM/SC 13652 RQE 8191
• Graduada em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul- PUCRS-Porto Alegre/RS. Conclusão: Dezembro de 2006.
• Especialista em Dermatologia, tendo realizado Residência Médica em Dermatologia no Hospital Federal de Bonsucesso- Rio de Janeiro/RJ. Conclusão: Janeiro de 2010.
• Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.
• Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Leave A Comment

Fale Consoco
Marcar Consulta